sábado, 22 de agosto de 2009

Série Dúvidas Frequentes: Até quando posso trabalhar e quanto tempo posso ficar viajando nos EUA?

Oi povo!!! Espero que vocês estejam gostando da nossa série sobre dúvidas mais freqüentes, ela foi inspirada em vocês! Hehe Hoje, dando continuidade, vamos falar sobre o tempo necessário para a duração do programa. De uns anos pra cá aconteceram algumas alterações no que diz respeito a data de chegada dos estudantes nos Estados Unidos. Atualmente a data mínima é a partir de novembro, dia 18 se não me engano. Ou seja, muita gente ainda está em aula e, geralmente, naquele período mais crítico de final de semestre.
Quando eu fui, em 2007, cheguei no dia 17 de novembro. Fiz uma coisa que definitivamente não aconselho a ninguém: fiquei tão empolgada com a viagem que meu semestre acabou meio que indo pro cano. Deixei matérias pendentes, reprovando por nota ou por freqüência insuficiente. Só depois que voltei que vi o tamanho da burrada que tinha feito, pois isso acabou me travando mais um semestre pra formatura. Nada que o tempo não tenha resolvido, mas se eu pudesse voltar no tempo teria feito como a minha amiga que embarcou comigo: ela conversou com todos os professores antes de ir, arrumou todas as provas, tirou boas notas no começo e por isso nenhum professor teve coragem de reprová-la. Ela conseguiu se formar no tempo normal....
O período todo de intercâmbio dura em torno de 4 meses no máximo, dependendo da data de embarque, pois o período final concedido pelo Consulado americano é até 15 de março para trabalho e mais um mês para viajar. Isso significa que ao final você pode continuar em terras americanas legalmente, contudo seu vínculo de trabalho terá que ser extinto, sendo a data limite para saída do país 15 de abril.
Um detalhe importante na hora de se desligar do empregador: o seu pagamento, geralmente, é referente a semana anterior. Por exemplo ao final da terceira semana, você recebe as horas referentes a segunda semana (isso se o pagamento for semanal, existe também a possibilidade de ser quinzenal), então na hora de fazer as suas contas pra sair você tem que ficar atento a esse fato. Bom, espero ter colaborado com vocês e qualquer dúvida só postar que vamos tentar esclarecer ok? Um grande beijo!!
Antônia

10 comentários:

  1. Acredito que uma dúvida não só minha, mais de uma grande maioria é com relação as "bagagens" (compras, presentes, eletrônicos, limite de peso, alfandega).
    Vai ai uma sugestão para "dúvidas frequentes"! hehehe
    Mais uma vez parabésn pelo blog
    abraço

    ResponderExcluir
  2. mt boa esses esclarecimentos, ta melhorando mt minha vida!! espero que vcs continuem assim, ajudando o pessoal...
    com certeza quando eu fizer o intercambio vou ajudar a outros que estaram na minha situação de agora!!!

    Só um comentário..
    o ruim, é que as universidades começam em fevereiro, entao se vc quiser aproveitar mesmo terá de trancar!
    =/

    ResponderExcluir
  3. Felipe, obrigado pelos elogios e pela sugestão! Vamos abordar essas questões mais para frente quando for o momento certo. No momento o pessoal ta agilizando a agência, escolhendo as cidades e os empregos. Mais adiante vamos abordar as questões relativas ao visto e depois vamos entrar nos detalhes do período de embarque dando dicas de viagens, aeroportos, como arrumar as malas, etc, etc..Abraço e continue conosco!

    ResponderExcluir
  4. Leandro F. Weigmann22 de agosto de 2009 19:51

    Obrigado Ardiles. Sem dúvida temos algumas universidades que iniciam o semestre em fevereiro mas não são todas, temos uma boa parte das universidade iniciando em março. O pessoal que retorna em fevereiro tem duas opções: antecipa a vinda ou tranca o semestre, é uma decisão difícil mas cabe a você tomar a correta. Eu por exemplo, tranquei na primeira vez que fui e não me arrependo nenhum pouco. A experiência que eu vivi valeu a pena passar mais um semestre na facul =).
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Ótimo post e blog. Muito esclarecedor, é sempre bom dicas de pessoas que tem experiência.

    ResponderExcluir
  6. Laandro,

    Só esclarecendo a questão de trabalhar durante o Grace Period (30 dias após a data de vencimento do DS2019). Trabalhar durante esse época é ilegal. Se o aluno quiser trabalhar e o empregador autorizar o trabalho, todos dois estão errados e caso seja pego, isso pode ser um impeditivo do aluno conseguir outro visto americano por um prazo de 10 anos. Vale a pena correr o risco? Fica a critério de cada um.

    Abs,

    Leandro Giglio

    ResponderExcluir
  7. Uma dúvida, em todos os locais eu vejo dizer que é somente 3 meses de trabalho, não podendo ser mais. Mas você diz que a data limite pra trabalho é 15 de março. Por exemplo, se eu embarcar em 15 de novembro, não posso trabalhar até 15 de março, por ficar então 4 meses?

    ResponderExcluir
  8. Oi Andressa! Pode sim, tudo depende de quando você vai sair daqui do Brasil. Se você puder sair 15 de novembro, ótimo para você pois vai poder trabalhar 4 meses.

    ResponderExcluir
  9. Olá! Sou novo aqui no blog e adorei o trabalho de vcs! Bom minha pergunta é um pouco diferente da do resto do pessoal: eu gostaria de saber se é possível ficar menos de 3 meses...já que minhas aulas foram adiadas(gripe suína¬¬) e tmb tenho um pouco de receio em ficar muito tempo (seria minha primeira vez)!
    Outra dúvida é se ainda é possível encontrar bons empregos (eu gostaria de empregos com boas tips) para essa temporada em "feiras de recrutamento", pois só para participar de uma delas já é necessário pagar 100 dólares (não sei se em todas as agências é assim, vocês sabem??)
    Obrigado e parabéns pelo blog!!

    ResponderExcluir
  10. Olá Rafael, muito obrigado! Sim, você pode ficar menos de 3 meses. Esse prazo não é obrigatório, não esquenta. Mas é bom você avisar o seu empregador uma ou duas semanas antes de ir embora para não deixar ele na mão. Com certeza tá em tempo de encontar bons empregadores. Em relação aos 100 dólares, quando você passar na seleção eles com certeza irão descontar esse valor do programa, pelo menos é o que a agências aqui de Floripa fazem. Abraço,

    Leandro

    ResponderExcluir